Do paraíso ao inferno: fake news e a guerra das narrativas

Do paraíso ao inferno: fake news e a guerra das narrativas

O termo fake news (notícia falsa, boato ou rumor, em português), com suas ações e consequências, só se tornou popular mais recentemente, apesar de ser conhecido há muito mais tempo. As fake news são mais antigas do que se imagina: é possível que o primeiro caso tenha ocorrido na criação do mundo, quando a serpente enganou Adão e Eva.

Continuar lendo
  4093 Acessos
  6 comentários
4093 Acessos
6 comentários

As Forças Armadas e a Sociedade

As Forças Armadas  e  a Sociedade

 
Há quase duas décadas, o então Ministro da Defesa, Geraldo Quintão, declarou que a comunidade civil brasileira tinha perdido contato com a agenda de Defesa, em função da anestesia de 130 anos sem conflito armado com países vizinhos, da falta de inimigos evidentes e do fato de que o assunto tinha ficado restrito ao setor castrense nos governos militares.

Continuar lendo
  15370 Acessos
  70 comentários
15370 Acessos
70 comentários

O processo de interiorização de migrantes venezuelanos no Brasil

O processo de interiorização de migrantes venezuelanos no Brasil

As primeiras notícias do fluxo de migração de venezuelanos para o Brasil, em grande quantidade, ocorrem nos municípios de Pacaraima (cidade fronteiriça à Venezuela) e Boa Vista, ambos no Estado de Roraima. A situação fez com que instituições governamentais tomassem providências para conter o movimento migratório e resolver os problemas sociais advindos da situação contingencial que não era vista na região. A crise econômica, política, social e alimentar da República Bolivariana da Venezuela causou essa explosão de deslocamento das pessoas e levou milhares de venezuelanos a entrar no Brasil por via terrestre (outros seguiram para Colômbia, Equador, México, Chile, Argentina e Panamá).

Continuar lendo
  3476 Acessos
  3 comentários
3476 Acessos
3 comentários

Violência: problema estratégico não se cura com tática

Violência: problema estratégico não se cura com tática


Segundo o Atlas da Violência, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Brasil registrou 59.080 homicídios em 2015 e 62.517 em 2016. Já em 2017, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, houve 63.880 casos. Grande parte dos homicídios dolosos está relacionada diretamente ao narcotráfico e é fruto de disputas entre facções criminosas, cobranças de dívidas, batalhas internas das facções, confronto em operações policiais, balas perdidas, entre outras causas.

Continuar lendo
  4210 Acessos
  6 comentários
4210 Acessos
6 comentários

A AMAN e a manutenção dos valores militares

A AMAN e a manutenção dos valores militares
Nas últimas décadas, devido à série de fatores que não serão comentados neste texto, a sociedade brasileira foi se modificando e, pouco a pouco, a população foi deixando de cultivar valores importante...
Continuar lendo
  4786 Acessos
  8 comentários
4786 Acessos
8 comentários