O que o Exército me ensinou sobre Liderança - A importância da Empatia

"Cadete! Ides comandar, aprendei a obedecer". A frase, imortalizada nas paredes do Pátio Tenente Moura, na Academia Militar das Agulhas Negras, acompanha os quatro anos de formação de todos os oficiais combatentes do Exército Brasileiro. Impossível deixar de lê-la todos os dias, nas formaturas matinais e nas idas para o refeitório.

Em uma interpretação descuidada, um leitor desatento talvez imaginasse que se trata de um estímulo à obediência pura e simples, cega e desprovida de espírito crítico. Tal conclusão não poderia ser mais afastada da realidade.

O que a frase lembra aos futuros líderes do Exército é que eles devem aprender a cumprir ordens como aquelas que eles passarão a emitir após formados. Deverão prestar atenção às consequências das ordens emanadas. Precisam obedecer para compreender, na plenitude, os sentimentos daqueles que, por imposição legal, passarão a lhes obedecer em muito pouco tempo.

Estamos abordando algo muito discutido em Liderança. Trata-se da Empatia, que é a capacidade de compreender a perspectiva psicológica das outras pessoas, entendendo suas reações emocionais. É, em outras palavras e para simplificar, a capacidade de se colocar no lugar dos outros.

Ora, somente obedecendo, ou seja, vivenciando as experiências de ser um liderado, que os futuros oficiais da Força terão a possibilidade de compreender os impactos de suas ordens sobre seus comandados.

Daniel Goleman classifica a Empatia como uma das dimensões da inteligência emocional. O famoso autor afirma que a Empatia faz com que o líder tome as decisões levando em conta os sentimentos dos liderados.

A vida militar oferece situações inéditas, em que o risco e a tensão estarão presentes com grande intensidade. Somente quem já passou pela experiência de realizar uma atividade de risco pode compreender os sentimentos que isso traz. Tal afirmação é válida para inúmeras situações, das mais simples às mais complexas, das rotineiras às excepcionais.

"Cadete! Ides comandar, aprendei a obedecer". Esta é uma exortação que clama aos futuros comandantes:

Compreendam seus subordinados! Preocupem-se com eles! Somente assim vocês estarão aptos para decidir com acerto, tendo condições de estabelecer vínculos afetivos capazes de tornar os comandados verdadeiros líderes!



..

O soldado cidadão na política
Praças do Exército valorizam o autoaperfeiçoamento

Posts Relacionados

 

Comentários 6

Visitantes - Jefferson Santos em Segunda, 16 Outubro 2017 10:52

Grande Cel Paulo Filho, parabéns pela abordagem! Empatia, disciplina e compromisso sempre!
http://soucidadao.net

Grande Cel Paulo Filho, parabéns pela abordagem! Empatia, disciplina e compromisso sempre! http://soucidadao.net
Visitantes - PAULO ROBERTO DA SILVA GOMES em Quarta, 11 Outubro 2017 13:54

Seu excelente texto valoriza um dístico que o jovem cadete se depara quando entra pela primeira vez no pátio Tenente Moura. No início, ele não consegue interpretar o que aquela frase traz na sua essência. Porem, ao longo da sua formação profissional ele passa a compreendê-la e ela passa a fazer parte do seu quotidiano durante toda a sua vida militar. Uma simples frase encerra um pensamento profundo,como você muito bem o colocou. Só serão líderes aqueles que aprendem e aceitam ser liderados.

Seu excelente texto valoriza um dístico que o jovem cadete se depara quando entra pela primeira vez no pátio Tenente Moura. No início, ele não consegue interpretar o que aquela frase traz na sua essência. Porem, ao longo da sua formação profissional ele passa a compreendê-la e ela passa a fazer parte do seu quotidiano durante toda a sua vida militar. Uma simples frase encerra um pensamento profundo,como você muito bem o colocou. Só serão líderes aqueles que aprendem e aceitam ser liderados.
Visitantes - Thiago Endres da Silva Gomes em Quarta, 11 Outubro 2017 08:57

Excelente texto, Cel. Paulo! Aplicável a todos os tipos de liderança. Se a empatia fosse aplicada em diversas situações do mundo do trabalho, talvez não tivéssemos metade dos problemas que temos. Vou além... se fosse aplicada em todas as circunstâncias do cotidiano humano. Onde houver relacionamento, que exista empatia.
Parabéns!

Excelente texto, Cel. Paulo! Aplicável a todos os tipos de liderança. Se a empatia fosse aplicada em diversas situações do mundo do trabalho, talvez não tivéssemos metade dos problemas que temos. Vou além... se fosse aplicada em todas as circunstâncias do cotidiano humano. Onde houver relacionamento, que exista empatia. Parabéns!
Visitantes - Anderson de Melo Inês em Sábado, 07 Outubro 2017 12:44

Boa tarde Senhores Generais, essa situação caótica nunca vista no país de tanta corrupção e roubalheira por parte dos nossos políticos, tem senador corrupto do PT mandando os Generais calarem a boca, e aí como fica essa situação, até quando aguentaremos tantos desaforos ?????

Boa tarde Senhores Generais, essa situação caótica nunca vista no país de tanta corrupção e roubalheira por parte dos nossos políticos, tem senador corrupto do PT mandando os Generais calarem a boca, e aí como fica essa situação, até quando aguentaremos tantos desaforos ?????
Visitantes - Claudio P Louzada em Sexta, 06 Outubro 2017 15:48

Grande amigo Paulo Filho. Abraço forte.

Grande amigo Paulo Filho. Abraço forte.
Visitantes - Cristina Leite em Sexta, 06 Outubro 2017 11:10

Tenho total empatia com a disciplina que forja o caráter! !!
Mas imploro aos sra militares que não percam mais tempo com essa república podre e falida que aí se apresenta!
Não deixem eles ganharem tanto terreno!!
As pessoas já estão enlouquecendo como aquele cidadão que incendiou uma creche em Minas Gerais.Não deixem o caos tomar conta do país completamente!
Confio nos srs!!!
Mas o tempo está acabando para nós os civis...tomem logo o poder e coloquem o Brasil nos trilhos novamente!!!

Tenho total empatia com a disciplina que forja o caráter! !! Mas imploro aos sra militares que não percam mais tempo com essa república podre e falida que aí se apresenta! Não deixem eles ganharem tanto terreno!! As pessoas já estão enlouquecendo como aquele cidadão que incendiou uma creche em Minas Gerais.Não deixem o caos tomar conta do país completamente! Confio nos srs!!! Mas o tempo está acabando para nós os civis...tomem logo o poder e coloquem o Brasil nos trilhos novamente!!!
Visitantes
Domingo, 19 Novembro 2017

Imagem do Captcha