A Tomada de Montese – 75 anos

A Tomada de Montese – 75 anos

O dia era 22 de setembro de 1944; a bordo do navio “General Meigs, 5.239 homens, a maioria integrantes do 11º Regimento de Infantaria (11º RI), se espremem na viagem de 14 dias para a travessia do Atlântico, infestado de submarinos alemães. Assim inicia a epopeia do 11º RI na 2ª Guerra Mundial, tendo seu ápice em 14 de abril de 1945, com o ataque à cidade de Montese, o combate em que a FEB mais perdeu homens em um único dia.

Continuar lendo
  2423 Acessos
  3 comentários
2423 Acessos
3 comentários

O Brasil e seus desafios

O Brasil e seus desafios

Diante do atual quadro do país, muitos brasileiros devem ter se perguntado esta questão: o Brasil conseguirá superar os seus desafios? Com a complexidade do mundo contemporâneo, a velocidade das informações, o poder exercido pelas redes sociais e a propagação das Fake News, responder esse questionamento não é simples. Para isso, este artigo revisita o papel exercido pela geopolítica ao longo da história brasileira, analisando-a desde sua origem até os dias atuais.

Continuar lendo
  22134 Acessos
  8 comentários
Comentários Recentes
Tenente-Coronel Alessandro Nunes
Excelente artigo meu amigo! Elucidativo, atual e contextualizado! Parabéns! Avante remar!
Quinta, 25 Julho 2019 15:29
22134 Acessos
8 comentários

Aconteceu e não muda mais...

Aconteceu e não muda mais...

Ao som da música Aquarela do Brasil, a FEB cruzou o oceano Atlântico para ajudar a restabelecer a liberdade solapada pelo nefasto tratado Molotov-Ribbentrop.

Continuar lendo
  4569 Acessos
  3 comentários
4569 Acessos
3 comentários

Os 70 anos das Convenções de Genebra de 1949 e as Operações Militares em Conflitos Armados

Os 70 anos das Convenções de Genebra de 1949 
e as Operações Militares em Conflitos Armados

Em 12 de agosto de 2019, foram celebrados os 70 anos das Convenções de Genebra, os mais conhecidos instrumentos de normatização do Direito Internacional dos Conflitos Armados (DICA) – As Leis da Guerra – também reconhecidos comoDireito Internacional Humanitário (DIH)”.

Continuar lendo
  2956 Acessos
  1 comentário
2956 Acessos
1 comentário

O século XXI e a arte da guerra: a defesa da coesão nacional

O século XXI e a arte da guerra: a defesa da coesão nacional

Este artigo trata da evolução do cenário mundial pós-Guerra Fria e da sua influência na ‘arte da guerra’, evidenciando o potencial da ‘guerra híbrida’ para a erosão da coesão nacional. Parte-se da premissa de que a política é a ferramenta que dirige o poder no Estado, no intuito de atingir os interesses nacionais, tendo a guerra como instrumento de contingência para o uso legítimo da força. Contudo, o uso da força não se restringe à violência física, podendo alcançar a violência econômica, psicológica, diplomática, etc. (Clausewitz, 1976; Bobbio, 1987).

Continuar lendo
  4203 Acessos
  3 comentários
4203 Acessos
3 comentários