Obrigado pelo seu serviço!

Nos Estados Unidos da América, existe um costume muito interessante: o de agradecer aos militares, sejam da ativa ou da reserva, pelo serviço prestado ao país. Muitas vezes, quando não se presencia esta prática, pensamos que é somente um costume corriqueiro, como o de dar um bom dia. Entretanto, podendo conviver com militares americanos, e também naquele país, observamos que o agradecimento aos militares pelo serviço prestado vai muito além de um mero costume.

Durante algum tempo, eu tive a oportunidade de presenciar civis, e até mesmo militares, agradecendo outros militares e veteranos pelo serviço prestado. Inclusive, por respeito e admiração a eles, eu também passei a praticar o agradecimento, já que muitos são veteranos de combate e, por muitas vezes, deixaram suas famílias para lutar pela nação, pela paz e pelo bem-estar mundial.

Quando estava em algum lugar e avistava um senhor com um boné com os dizeres de veterano, diga-se de passagem um orgulho para eles, passei a cumprimentá-los e agradecer pelo serviço prestado ao país. Muitos poderiam dizer ou pensar: mas você é um brasileiro, não um americano, por qual motivo está fazendo isso?

A reposta para essa pergunta surgiu de um acontecimento. Um dia deslocava-me no metrô para o Forte McNair, em Washington-DC, onde estava em missão. Estava usando o meu uniforme camuflado e sentei-me próximo a uma senhora que me olhou e observou o pavilhão nacional e a palavra Brasil, que carregava orgulhosamente no meu braço esquerdo. Quando me levantei para desembarcar, a senhora se aproximou, estendeu a mão e me disse: Thank you for your service.

Achei a situação estranha naquele momento, mas agradeci de forma normal. Como descemos na mesma estação, disse a ela que eu era do Brasil e tentei, por respeito, explicar que talvez ela não tivesse notado a bandeira e, dessa forma, pensado que eu era americano. Foi, então, que ela me disse que sabia e que não importava o país, a cultura ou qualquer outra coisa, pois: militares são militares e ela sempre será agradecida ao serviço prestado ao país e à população.

Durante alguns dias, eu ainda fiquei pensando no ocorrido, pois achava que o agradecimento pelo serviço era em decorrência do fato de que os militares americanos estão, continuamente, sendo empregados em teatros de operações e que muitos perdem suas vidas na busca da paz mundial e na garantia da liberdade de sua pátria. Contudo, percebi outra coisa: não é somente este fato, mas sim toda a história que envolve as Forças Armadas americanas e o reconhecimento delas pelo povo americano.

Contudo, isso não significa que devemos achar que em nosso País também deveria ser assim. Todos sabemos que, muitas vezes, nossa história como militares é confundida pela população. Todavia, nós,  militares, sabemos exatamente o trabalho que realizamos e o quanto isso nos custa em sacrifícios pessoal e da família.

Não temos guerra, mas nos preparamos para ela, pois temos a obrigação constitucional como Forças Armadas e cumprimos essa tarefa com zelo e dedicação. Estamos nas fronteiras, apoiamos na segurança do Brasil, atuamos em situações de emergência e ficamos, permanentemente, presentes e prontos. Merecemos receber uma palavra de agradecimento, mesmo que parta de nós mesmos militares. Oportunidades não faltam.

Na formatura de término de Serviço Militar Obrigatório, agradeça ao recruta; ao receber um reservista em um quartel, agradeça a ele; quando atender aquele militar da reserva em um hospital, diga a ele um simples “muito obrigado”.

Se hoje somos uma Força Armada, que está sempre mirando no futuro, e atingimos um patamar de excelência, foi graças à dedicação de todos os que passaram por nossos quartéis, bases militares e instituições.

Assim como os militares e veteranos dos Estados Unidos, nós militares brasileiros também poderíamos receber um agradecimento pelo serviço prestado. Sem questionar os motivos que levam a pessoa a dizer “obrigado”, aceitariamos a gratidão pelo trabalho árduo realizado e pela dedicação ao Brasil e ao povo brasileiro. Com certeza, um simples obrigado é de grande significado.

Ao finalizar essa reflexão, não poderia deixar de dizer o meu muito obrigado a todos os militares e ao Exército Brasileiro, ao nosso Exército, cujo serviço é muito importante para todos nós.

Muito além das fake news: as deepfakes
Fatores da decisão

Posts Relacionados

 

Comentários 19

Visitantes - ST Antenor em Terça, 05 Novembro 2019 15:38

Osório, como você bem disse, somos brasileiros e fazemos o melhor pelo nosso país! OBRIGADO PELOS SEUS SERVIÇOS!

Osório, como você bem disse, somos brasileiros e fazemos o melhor pelo nosso país! OBRIGADO PELOS SEUS SERVIÇOS!
Visitantes - Fabio Nascimento em Sexta, 01 Novembro 2019 15:33

Caro Antenor,

Parabéns pelo texto! Meu irmão por conhecimento da cultura americana, sempre que tem a chance me fala essa frase "Obrigado pelo seu serviço!"
Fico bastante satisfeito e orgulhoso pelo reconhecimento dele. Gostaria que mais pessoas adotassem essa prática.

Caro Antenor, Parabéns pelo texto! Meu irmão por conhecimento da cultura americana, sempre que tem a chance me fala essa frase "Obrigado pelo seu serviço!" Fico bastante satisfeito e orgulhoso pelo reconhecimento dele. Gostaria que mais pessoas adotassem essa prática.
Visitantes - ST Antenor em Terça, 05 Novembro 2019 15:40

Muito obrigado pelo comentários! Vamos compartilhar esta prática. A gratidão sempre gera coisas boas. OBRIGADO PELOS SEUS SERVIÇOS!

Muito obrigado pelo comentários! Vamos compartilhar esta prática. A gratidão sempre gera coisas boas. OBRIGADO PELOS SEUS SERVIÇOS!
Visitantes - Marcos Vinicius Peres Maciel em Sexta, 01 Novembro 2019 14:47

Alguém de alguma forma se lembrou que os antigos soldados existem,sei que suas palavras são simples mas sei que valeu.
O exercito depois da minha baixa e de muitos que não tiveram condições de seguir a carreira mesmo querendo e muito continuar a servir a pátria,nunca se lembrou que os Rec doaram um ano de suas vidas ao exercito nos batalhões espalhados pelo Brasil.
Saimos sem recompensas e sem reconhecimentos,simplesmente nós deram uma carta de honra ao mérito pelos serviços prestados,tal carta que lhes garanto que fazem muitos ex Recrutas chorarem ao vela carregada de lembranças e de alegrias dos tempos de caserna.
Fui Militar no ano de 2003, servi no 9° Batalhão de Infantaria Motorizado (Regimento TUIUTI) em Pelotas RS,
Fazemos anuais encontros da turma da 1°CIA do referente ano e nunca nos foi feito uma formatura de agradecimento,quando fui ao Batalhão para comunicar o reencontro dos veteranos(assim nos sentimos),nos trataram como estranhos, sem nos dar muita importância,mau se lembram ou passou pela cabeça deles que aquele
aquartelamento já teve seus muros vigiados por nossos olhos em noites frias e chuvosas.sem falar que nos cobraram uma taxa para fazermos um churrasco de confraternização no hotel de transito que fica na chácara do antigo Paiol, que também tiramos muitas guardas.
Só queria ressaltar nessas palavras que escrevi,como nos sentimos nos dias de hoje 16 Anos depois do Exercito plantar em muitos de nós uma semente de sonhos que deveria ser "regada" nem que fosse uma só vez por Ano.
Agradeço a quem ler,,e digo; "A baixo dessa camuflagem civil, Tem um sangue VERDE OLIVA"!
SOLDADO 576 MACIEL 1°CIA PELOTÃO DE APOIO DO 9° BIMTz REG.TUIUTI

Alguém de alguma forma se lembrou que os antigos soldados existem,sei que suas palavras são simples mas sei que valeu. O exercito depois da minha baixa e de muitos que não tiveram condições de seguir a carreira mesmo querendo e muito continuar a servir a pátria,nunca se lembrou que os Rec doaram um ano de suas vidas ao exercito nos batalhões espalhados pelo Brasil. Saimos sem recompensas e sem reconhecimentos,simplesmente nós deram uma carta de honra ao mérito pelos serviços prestados,tal carta que lhes garanto que fazem muitos ex Recrutas chorarem ao vela carregada de lembranças e de alegrias dos tempos de caserna. Fui Militar no ano de 2003, servi no 9° Batalhão de Infantaria Motorizado (Regimento TUIUTI) em Pelotas RS, Fazemos anuais encontros da turma da 1°CIA do referente ano e nunca nos foi feito uma formatura de agradecimento,quando fui ao Batalhão para comunicar o reencontro dos veteranos(assim nos sentimos),nos trataram como estranhos, sem nos dar muita importância,mau se lembram ou passou pela cabeça deles que aquele aquartelamento já teve seus muros vigiados por nossos olhos em noites frias e chuvosas.sem falar que nos cobraram uma taxa para fazermos um churrasco de confraternização no hotel de transito que fica na chácara do antigo Paiol, que também tiramos muitas guardas. Só queria ressaltar nessas palavras que escrevi,como nos sentimos nos dias de hoje 16 Anos depois do Exercito plantar em muitos de nós uma semente de sonhos que deveria ser "regada" nem que fosse uma só vez por Ano. Agradeço a quem ler,,e digo; "A baixo dessa camuflagem civil, Tem um sangue VERDE OLIVA"! SOLDADO 576 MACIEL 1°CIA PELOTÃO DE APOIO DO 9° BIMTz REG.TUIUTI
Visitantes - ST Antenor em Terça, 05 Novembro 2019 15:08

Soldado MACIEL, muitas nos sentimos sem reconhecimento, mas tenha a certeza que o Exército de Caxias nunca deixará de reconhecer cada minuto que você dedicou à nossa pátria. Como você mesmo disse, você deixou o Exército, mas a pele verde oliva irá permanecer como você, pois isso ninguém poderá mudar. Você é e será, sempre, parte do nosso Exército, por isso, como um Soldado de Caxias eu te digo Soldado Maciel: OBRIGADO PELO SEU SERVIÇO!

Soldado MACIEL, muitas nos sentimos sem reconhecimento, mas tenha a certeza que o Exército de Caxias nunca deixará de reconhecer cada minuto que você dedicou à nossa pátria. Como você mesmo disse, você deixou o Exército, mas a pele verde oliva irá permanecer como você, pois isso ninguém poderá mudar. Você é e será, sempre, parte do nosso Exército, por isso, como um Soldado de Caxias eu te digo Soldado Maciel: OBRIGADO PELO SEU SERVIÇO!
Visitantes
Quinta, 21 Novembro 2019