O Exército Brasileiro, a LAAD e o desenvolvimento nacional


O Exército Brasileiro, com “Braço Forte e Mão Amiga”, ontem, hoje e sempre, prima pelo estado de permanente prontidão, com vistas à missão de contribuir para a garantia da soberania nacional, dos poderes constitucionais e da lei e da ordem, salvaguardando os interesses nacionais e cooperando com o desenvolvimento nacional e o bem-estar social.

Partindo da era industrial rumo à era do conhecimento, o processo de transformação da Força Terrestre prepara uma nova doutrina baseada em produtos de defesa tecnologicamente avançados e em profissionais altamente capacitados e motivados, sempre alinhados à visão de futuro do Exército. Assim, o grande objetivo é enfrentar, com meios adequados, os desafios do século XXI, respaldando as decisões soberanas do Brasil no cenário internacional.

O Plano e o Portfólio Estratégicos do Exército, balizados por nossa missão e visão de futuro, sinalizam as prioridades do direcionamento de esforços a serem empreendidas. Gostaria de destacar os programas a seguir, por serem excelentes indutores de capacidades, dotados de elevadas tecnologias e valores agregados: ASTROS 2020 – em fase avançada de desenvolvimento do Míssil Tático de Cruzeiro (MT-300); DEFESA CIBERNÉTICA – responsável pela instalação de capacidade militar para proteção de ativos informacionais, sendo imprescindível às operações militares na atualidade; SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO DA FRONTEIRA (SISFRON) – com projeto-piloto validado e avançando para a fronteira sul; NOVA FAMÍLIA DE BLINDADOS SOBRE RODAS “GUARANI” – com alto nível de sofisticação, o projeto e a fabricação nacionais geram tecnologia, emprego e renda para a sociedade brasileira; além de outros importantes projetos, como AVIAÇÃO DO EXÉRCITO, DEFESA ANTIAÉREA e PROTEGER.

Ressalto, ainda, a relevância do tema “Inovação”, pelos efeitos de sua exponencial celeridade sobre o binômio “Defesa e Desenvolvimento” e de seus reflexos para a capacidade de dissuasão requerida pela estatura política e estratégica do Brasil.

Dessa forma, o Exército de Caxias, contando com secular legado que remonta aos tempos do Brasil-Colônia – com destaque para a Real Academia de Artilharia, Fortificação e Desenho (1792), escola precursora do atual Instituto Militar de Engenharia (IME), e para a Fábrica de Pólvora Rodrigo de Freitas (1808), hoje, Indústria de Material Bélico (IMBEL) –, idealizou e implantou o Sistema Defesa Indústria e Academia de Inovação (SISDIA).

O SISDIA, baseado nos preceitos da Tríplice Hélice, foi desenvolvido com a finalidade de potencializar os esforços das áreas governamental, produtiva e acadêmica. Por meio da inovação tecnológica, o sistema contribui para o desenvolvimento nacional, objetivando as capacitações produtivas brasileiras de produtos e de sistemas de defesa duais, que atendam necessidades militares e possam ter outras aplicações.

Nesse contexto, a LAAD Defence & Security, consagrada Feira Internacional de Defesa e Segurança na América Latina, em sua 12ª edição, destaca-se como excelente oportunidade e ambiente propício para que o “ecossistema” de defesa interaja. São apresentados produtos e soluções inovadoras, nacionais e estrangeiras. A feira é um momento de debates de alto nível sobre temas relevantes relacionados à Defesa e à Segurança, em que podem ser conhecidas as capacidades da nossa Base Industrial, Científica e Tecnológica. Enfim, a LAAD permite estreitar laços e estabelecer parcerias.

Espero vê-los no Riocentro, no Rio de Janeiro, no período de 2 a 5 de abril. Desejo a todos uma excelente LAAD 2019!

Brasil e OTAN: uma análise da possível parceria
38 anos de criação do Centro de Comunicação Social...

Posts Relacionados

 

Comentários 1

Visitantes - Pedro Rocha em Domingo, 14 Abril 2019 16:19

Estive na LAAD esse ano e pude ver o quanto nossa indústria bélica nacional está evoluindo.

Parabéns às Forças Armadas, Auxiliares, de Segurança Pública civis (PF, PC, GM e Sistema Penitenciário) e à Industria de Defesa.

Estive na LAAD esse ano e pude ver o quanto nossa indústria bélica nacional está evoluindo. Parabéns às Forças Armadas, Auxiliares, de Segurança Pública civis (PF, PC, GM e Sistema Penitenciário) e à Industria de Defesa.
Visitantes
Segunda, 09 Dezembro 2019