COLÉGIOS MILITARES DO EXÉRCITO BRASILEIRO - Compromisso com a formação de jovens calcada em valores éticos e morais

  No momento em que o Brasil discute a reestruturação e revisão dos currículos dos Ensinos Fundamental e Médio, é importante destacar a contribuição do Exército Brasileiro na educação dos jovens brasileiros por meio do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB) que atende tanto a família militar, como também a sociedade em geral, tendo o concurso público como porta de entrada.

Os CM, portanto, são organizações militares (OM) que funcionam como estabelecimentos de ensino de educação básica, com a finalidade de atender ao Ensino Preparatório e Assistencial, subordinam-se, diretamente, à Diretoria de Educação Preparatória e Assistencial (DEPA) e destinam-se a capacitar os alunos para o ingresso em estabelecimentos de ensino militares, com prioridade para a Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), e para instituições civis de ensino superior, ministrando a educação básica, nos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano) e no ensino médio.

Os currículos são preparados a partir de um paradigma tradicional, como, por exemplo, na disciplina de História, que tem uma periodicidade ocidental: pré-história, antiguidade, idade média, idade moderna e idade contemporânea. Os assuntos (conteúdos ou objetos do conhecimento) são elencados na perspectiva da História Integrada, ou seja, História do Brasil e Geral simultaneamente, sendo revisados a cada 3 (três) anos em um estudo integrado que reúne um professor, civil ou militar, representante de cada CM. O mesmo é realizado de modo análogo em todas as disciplinas. 

A educação preparatória, neste sentido, prepara para a vida. Preparar para a vida é capacitar todos os discentes à busca ética da felicidade e da realização pessoal, entendendo como em aberto esta capacitação. O ensino preparatório deve habilitar todos os alunos ao prosseguimento dos estudos, seja pelo despertar das vocações militares, seja pela preparação aos processos seletivos ao ensino superior.

 Este ensino deve, portanto, preparar para a sociedade do futuro, marcada pelo avanço tecnológico, pelo mercado de trabalho volátil e competitivo, onde a posse do conhecimento não é suficiente, mas, também, a flexibilidade de seu emprego em conjunção às relações interpessoais.

A educação assistencial remete à gênese e à justificativa do próprio SCMB, a busca do equacionamento das vicissitudes inerentes à profissão militar, das dificuldades impostas à família castrense que impactam o moral da tropa.

É neste cenário que se inserem os Colégios Militares, educandários fortemente ancorados nos valores éticos e morais, nos costumes e nas tradições cultuados pelo Exército Brasileiro. É deste somatório que emerge a identidade do Sistema, o diferencial capaz de gerar vínculo, apego e sentimento de pertença aos Colégios. Como estabelecimentos de ensino filiados aos códigos do Exército, os Colégios Militares sustentam-se sobre os mesmos pilares: a hierarquia e a disciplina.

O SCMB preocupa-se em formar jovens ativos e criativos, autônomos e autores, providos de competências, habilidades e de valores éticos e morais cultuados pelo Exército Brasileiro, ou seja, indivíduos responsáveis, atuantes e transformadores.

“SAÚDE ÚNICA” E OPERACIONALIDADE NAS MISSÕES DE PA...
Exército Brasileiro Estimula o Desenvolvimento da ...
 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitantes
Domingo, 25 Agosto 2019