O Comando Conjunto Amazônia foi ativado em setembro de 2018, com a finalidade de coordenar o emprego de recursos materiais e humanos da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira, na Operação Eleições 2018, nos Estados do Acre, Amazonas e Roraima.


Considerando que a liberdade de ação depende da capacidade de convencer a sociedade, e de que o ambiente informacional não pode prescindir de rapidez e assertividade nas ações de Comunicação Social, foi instituída uma Central de Comunicação Social para o Comando Conjunto Amazônia (CComSoc Cmdo Cj Amz).


A estrutura de seções de Estado-Maior Geral foi reforçada - na célula de Comunicação Social (D 7) - com uma Central de Comunicação Social (operativa), cuja missão pode ser sintetizada em “...agilizar o processo de projeção e proteção da imagem do Comando Conjunto empregado...”.


O chefe da célula do D7 (Assessor do Comandante Conjunto para Comunicação Social) conseguiu, por meio dessa estrutura, elevar o dinamismo do mecanismo de coleta, processamento, análise e difusão de produtos voltados para a eficácia do esforço operacional do Comando enquadrante.


Por meio da análise do organograma da Central de Comunicação Social do Comando Conjunto Amazônia, é possível perceber que as servidões tradicionais (Relações Públicas, Informações Públicas, Assessoria de Imprensa, Produção e Difusão) foram atendidas, com um plus de agilidade, por meio de uma estrutura de modelagem* sinérgica adotada.

FIGURA 1 (ORGANOGRAMA)

Além da modelagem organizacional, a CComSoc Cmdo Cj Amz foi concebida contando com o emprego de pessoal que já labuta na Comunicação Social das Organizações Militares (OM) da Guarnição, reforçada por outros militares possuidores de Cursos/Estágios de Com Soc e/ou Operações Psicológicas, o que potencializou a eficácia do trabalho.

A transversalidade das células, sob a coordenação de um grupo de analistas, elevou o grau de certeza das estratégias adotadas para atingir cada objetivo definido pelo Comandante Conjunto, respeitando campanhas e linhas de esforço previamente concebidas.

FIGURA 2 (CAMPANHA)

FIGURA 3 (PERFIL DE Com Soc)

A experiência permitiu atingir resultados mensuráveis que dão lastro à assertiva de que a junção de modelagem organizacional + emprego de pessoal qualificado + planejamento bem integrado à manobra operacional + capacidade de análise rápida e assertiva potencializa o esforço depreendido e garante a manutenção positiva da imagem das Forças Armadas em campanha.