Sabre “Sargento Max Wolf Filho” – Símbolo da Honra Militar do Sargento

Na manhã de 29 de novembro de 2019, encerrou-se um ciclo por meio da cerimônia de restituição do sabre “Sargento Max Wolf Filho” pelos alunos do 2º ano dos Cursos de Formação e Graduação de Sargentos do Exército. O ciclo teve início, oficialmente, com a inclusão do 1º Uniforme Escolar dos Cursos de Formação de Sargentos de Carreira (1º A) no Regulamento de Uniformes do Exército (RUE), por meio da portaria Nº 1.660 de 28 de novembro de 2017, e com a adoção do sabre-baioneta do Fuzil Mauser modelo 1894, denominado sabre “Sargento Max Wolf Filho”, que foram utilizados pelos pioneiros da Fortaleza de São João e que remontam à época de criação da Escola de Sargentos em 1894.

Continuar lendo
  9327 Acessos
  3 comentários
Comentários Recentes
Visitantes — Gilberto Marecos
Realmente já era-se em tempo essa valorização da carreira dos nossos sargentos. A carreira, que já era brilhante, agora torna-se... Leia Mais
Sábado, 13 Março 2021 10:01
Visitantes — Ten George Mota da SIlva
Realmente um marco na vida dos alunos da ESA, de hoje, ontem e os futuros. Tive a oportunidade de retornar à Escola e de ser Instr... Leia Mais
Domingo, 17 Mai 2020 22:30
Visitantes — Raniery Franco
Excelente artigo! Certamente o sabre “Sargento Max Wolf Filho” e o 1º Uniforme Escolar (1º A) marcam o início de uma nova fase na ... Leia Mais
Quinta, 09 Janeiro 2020 21:31
9327 Acessos
3 comentários

“Avante Guerreiros de Selva do Comando Militar do Norte!”

Ao som da canção do Comando Militar do Norte (CMN), saudamos a mais nova Grande Unidade do Exército Brasileiro, a 22ª Brigada de Infantaria de Selva (22ª Bda Inf Sl), “Brigada Foz do Amazonas”, pelo seu segundo aniversário de criação, transcorrido no dia 29 de novembro de 2019.

Continuar lendo
  2973 Acessos
  1 comentário
Comentários Recentes neste post
Visitantes — André Luiz Cardoso Marinho
Parabéns a 22ª Bda Inf Sl e em particular, ao TC PAIM, dileto companheiro de turma e excelente profissional. Como integrante do 8º... Leia Mais
Segunda, 09 Dezembro 2019 09:20
2973 Acessos
1 comentário

A importância da análise prospectiva no Exército Brasileiro

Vivemos tempos de mudanças rápidas e constantes, em um ambiente permeado por características como volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Este contexto exige das organizações uma preocupação constante com o futuro. No caso das organizações militares, observam-se nas últimas décadas mudanças substanciais relativas ao emprego da força, cujo espectro de atuação tem se tornado cada vez mais amplo e complexo, e que inclui desde aspectos ligados a ilícitos transnacionais até o retorno dos tradicionais contenciosos geopolíticos no tabuleiro internacional.

Continuar lendo
  7448 Acessos
  0 comentários
7448 Acessos
0 comentários

Violência: problema estratégico não se cura com tática


Segundo o Atlas da Violência, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Brasil registrou 59.080 homicídios em 2015 e 62.517 em 2016. Já em 2017, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, houve 63.880 casos. Grande parte dos homicídios dolosos está relacionada diretamente ao narcotráfico e é fruto de disputas entre facções criminosas, cobranças de dívidas, batalhas internas das facções, confronto em operações policiais, balas perdidas, entre outras causas.

Continuar lendo
  7109 Acessos
  6 comentários
Comentários Recentes
Visitantes — Said Abou Ghaouche
Concordo que é com estratégia que se aplica as soluções, pois os resultados só virão no médio e longo prazo. Golpe, intervenção ou... Leia Mais
Segunda, 24 Setembro 2018 09:23
Visitantes — Maria Helena
Caro Cel Fontes. Apesar dos inúmeros bloqueios/ataques ao site http://www.brasilbrasileiro.pro.br (no link/botão TEXTOS BRASILEIRO... Leia Mais
Terça, 04 Setembro 2018 14:29
Visitantes — Nilton Carlos Barbosa
Belíssima análise do contexto da Violência gerada pelo Tráfico de Drogas. Uma pergunta que eu nunca vi em nenhum texto sobre este ... Leia Mais
Segunda, 03 Setembro 2018 21:29
7109 Acessos
6 comentários

Aconteceu e não muda mais...

Ao som da música Aquarela do Brasil, a FEB cruzou o oceano Atlântico para ajudar a restabelecer a liberdade solapada pelo nefasto tratado Molotov-Ribbentrop.

Continuar lendo
  5779 Acessos
  3 comentários
Comentários Recentes
Visitantes — Luiz Felipe Barbosa Miller
Muito elucidativo o texto Coronel!
Terça, 03 Setembro 2019 07:21
Visitantes — Adriano Córdova
Excelente texto, elucidativo, conciso e reflexivo. Parabéns Coronel Baracho!
Quarta, 21 Agosto 2019 14:59
Visitantes — Amilton
Cumprimento o amigo pelo alto nível de conteúdo apresentado.
Quarta, 21 Agosto 2019 14:20
5779 Acessos
3 comentários