Geopolítica e Amazônia

“Geopolítica é a arte de aplicar o poder aos Espaços Geográficos”

Carlos de Meira Mattos

  

A frase do General Meira Mattos sintetiza o objeto da Geopolítica: a arte de aplicar o poder aos espaços geográficos. De saída, peço ao leitor que tenha a Amazônia em mente ao considerar o “espaço geográfico”, na leitura deste artigo. Já quando pensar sobre o “poder” constante na definição de Meira Mattos, considere que este pode ser aplicado aos espaços geográficos de várias formas: ser exercido por intermédio da política; ser imposto pela força das armas; ser demonstrado pela força das imposições econômicas, ou mesmo, pela força da cultura, da propaganda, das correntes majoritárias de pensamento.

Continuar lendo
  5455 Acessos
  9 comentários
5455 Acessos
9 comentários

Escola de Comunicações - 98 anos de História

No dia 1º de julho de 1921, nas dependências da 2ª Companhia do 1º Batalhão de Engenharia, na Vila Militar do Rio de Janeiro, foi criado o Centro de Instrução de Transmissões, sob o Comando do então Capitão de Engenharia Paulo Maccord. Iniciava-se, nessa oportunidade, a trajetória da Escola de Comunicações, que completa 98 anos de existência em 2019.

Continuar lendo
  1497 Acessos
  1 comentário
1497 Acessos
1 comentário

Considerações sobre o poder do Estado e as complexidades do século XXI

A análise do poder constitui-se em ferramenta essencial à compreensão das dinâmicas estatais, endógenas ou exógenas. Trata-se de elemento-chave das relações sociais, cuja complexidade demanda abordagem multidisciplinar e integrada.

Continuar lendo
  2936 Acessos
  5 comentários
Marcado em:
2936 Acessos
5 comentários

As mulheres brasileiras na Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial envolveu o Brasil. Após os navios torpedeados e as grandes manifestações populares, o governo criou um destacamento militar, a Força Expedicionária Brasileira (FEB), que partiu para os campos de batalha da Itália em 1944 (1).

Continuar lendo
  1427 Acessos
  5 comentários
1427 Acessos
5 comentários

A Tomada de Montese – 75 anos

O dia era 22 de setembro de 1944; a bordo do navio “General Meigs, 5.239 homens, a maioria integrantes do 11º Regimento de Infantaria (11º RI), se espremem na viagem de 14 dias para a travessia do Atlântico, infestado de submarinos alemães. Assim inicia a epopeia do 11º RI na 2ª Guerra Mundial, tendo seu ápice em 14 de abril de 1945, com o ataque à cidade de Montese, o combate em que a FEB mais perdeu homens em um único dia.

Continuar lendo
  2378 Acessos
  3 comentários
2378 Acessos
3 comentários