Brasília ganha Curso de Altos Estudos em Defesa - Entrevista com General Schons, Comandante da ESG

EBlog - Ao conduzir a aula inaugural do Curso de Altos Estudos da Escola Superior de Guerra - Campus Brasília, qual a reflexão sobre a importância do Instituto de Pesquisa e Estudos de Defesa para o País?

Gen Schons - A Escola Superior de Guerra (ESG) tem por missões conduzir estudos e pesquisas, ministrar cursos e preparar líderes e assessores para o trabalho no mais alto nível político e estratégico, nos diversos órgãos e nas agências dos três poderes da República. A permanência da ESG no Rio de Janeiro, quando da mudança da capital para Brasília, veio a dificultar o atingimento desses objetivos por parte dos altos escalões, dos três poderes no nível federal. Essa situação começou a ser enfrentada em 2011, com a criação do Campus Brasília da ESG. Hoje, damos prosseguimento a essas ações com o funcionamento do Curso de Altos Estudos de Defesa (CAED) em Brasília, iniciativa que irá, em poucos anos, completar essa lacuna.

EBlog -De que forma a proximidade da ESG com a sede do poder público poderá influenciar nos estudos e debates realizados pelo Campus Brasília?

Gen Schons - A proximidade com os órgãos centrais da Administração Pública (Adm Pub) no nível federal é, sem dúvida, grande elemento facilitador para que esses estudos e debates sejam conduzidos no mais alto nível e estejam perfeitamente sintonizados e atualizados com a realidade nacional. Por outro lado, a permanência, ao longo de um ano, de estagiários civis integrantes dos mais altos níveis da Administração Pública, convivendo lado a lado com oficiais de alto nível das três Forças Armadas (FA), será um tremendo fator de integração entre os militares e os servidores civis, fazendo com que estes últimos adquiram melhor compreensão do que é a Defesa e do papel que desempenhem as FA na vida nacional.

EBlog - Quais os órgãos pilares da ESG?

Gen Schons -A ESG assenta suas bases, primeiramente, nos tradicionais Cursos de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE), de que são exemplos o CAEPE no Campus Rio e o Curso de Altos Estudos de Defesa (CAED), que iniciamos agora no Campus Brasília.

Em segundo lugar, temos a atividade do Instituto de Doutrina de Operações Conjuntas (IDOC), cujo papel é importante no desenvolvimento da Doutrina de Operações Conjuntas e na condução de diversos cursos nos níveis estratégico-operacionais, sob a demanda do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), que é um dos nossos principais clientes.

Falemos, a seguir, do Instituto Cordeiro de Farias (ICF), que tem por missão oferecer os novos cursos; e do Programa de Pós-Graduação em Segurança Internacional e Defesa (PPGSID), mestrado acadêmico em processo de reconhecimento pelo MEC.

O Centro de Estudos Estratégicos (CEE) é o "think tank" da ESG e do Ministério da Defesa (MD), pois é encarregado de organizar e de participar de atividades diversas, como seminários, mesas redondas, painéis, sempre versando sobre assuntos de alto interesse na vida nacional. Além disso, o CEE produz estudos e presta assessoramento a altas autoridades do MD, mediante requisição destas.

O mais recente órgão, ainda em fase de implantação, é o Instituto Álvaro Alberto, que irá se debruçar sobre os temas de Ciência, Tecnologia e Informação (CT&I), os projetos de forças, o preparo por capacidades e o ciclo de vida de materiais no nível conjunto.

Por último, consideramos que a Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG), entidade civil parceira e presente em mais de cem cidades brasileiras, é o sexto pilar da ESG, pelo excelente trabalho de divulgar ao público em geral a metodologia da ESG, a par de excelentes noções de civismo e patriotismo para a nossa sociedade.

EBlog - O cenário atual relativo à segurança pública demanda maior atenção das instituições e da sociedade. Como a ESG tem acompanhado e contribuído para o País neste momento?

Gen Schons - A ESG tem cumprido seu papel de servir como palco de discussões abertas, a fim de cooperar na busca de soluções para esse momentoso tema. Assim sendo, têm sido promovidos seminários, debates e estudos sobre essa problemática, envolvendo não apenas o corpo permanente, mas também os estagiários, profissionais detentores de excelentes currículos e experiências nessa área, que poderão oferecer "insights" e agregar valor aos estudos conduzidos.

EBlog - Sobre Defesa Nacional, há mais de um século o Brasil não sofre ameaças externas. Vivemos, portanto, em um país pacífico. Essa conjuntura contribui para que não haja um entendimento amplo sobre Defesa Nacional por parte da população?

Gen Schons - De fato, a falta de percepção imediata de ameaça à segurança externa do País pode gerar certo descuido e desconhecimento do tema por parte da população em geral. É preciso sempre lembrar que, se o Brasil vive, hoje, em paz com seus vizinhos sul-americanos, isso se deve à competência de nossos diplomatas e à eficiência dos nossos militares. O sucesso do nosso pessoal nas operações de paz e os recentes desdobramentos na área de segurança pública trouxeram à baila a importância de Forças Armadas bem preparadas e equipadas para enfrentar desafios tanto no campo interno, quanto no externo. A prova de que o povo brasileiro aceita nossas FA e tem alto grau de respeito por elas pode ser obtida pela simples verificação dos altíssimos níveis de aprovação obtidos em todas as pesquisas de opinião já há bastante tempo.

EBlog - De que modo o tema Defesa poderá ser inserido mais facilmente na vida do cidadão? Como a população pode participar desse processo de conscientização?

Gen Schons -. Há necessidade de desenvolver campanhas mais proativas de comunicação social, para que o cidadão brasileiro tenha conhecimento da existência, da missão e da imprescindibilidade das FA, como órgãos de Estado, permanentes, regulares e dedicados à defesa da Pátria.

O que o Exército me ensinou sobre liderança: o des...
Mudança nas prioridades de defesa norte-americanas

Posts Relacionados

 

Comentários 6

Visitantes - Martins em Quarta, 28 Março 2018 23:50

Que o povo brasileiro “de bem” aceita nossas FA e tem alto grau de respeito e confiança nelas, é a mais pura verdade. Como civil que sou e patriota assumido, acrescento que é preciso e com certa urgência que campanhas educativas e orientadoras, sejam difundidas em todo o território nacional sobre a grande importância destas. No campo político e ideológico tem-se de erradicar de vez essa cultura do atraso que nos causam grande dor e sofrimento ao ver nossos irmãos compatriotas se digladiarem equivocadamente sob a influência e doutrinação de maus formadores de civilidade. E isso em favor de suas ideias maléficas e ultrapassadas que ao final de toda a desgraça constituída só favorece a eles, mentores por vezes sanguinolentos e genocidas. As ideologias pavorosas que são reprovadas em todo o mundo civilizado atual, tais como: comunismo, fascismo, nazismo e agora esse tal de bolivarianismo tem de ser extirpadas de vez do nosso vocabulário. Nós somos Brasil, nós temos as nossas tradições e cultura, a única reserva moral que temos para garantir nossa nobre honraria e fazer valer os nossos ideais, são as nossas FA. Somos um povo capaz de nos conduzirmos sozinhos para a glória, com as nossas próprias inteligências. Senhores comandantes das três forças, não se façam de avogados contra a nossa querida Pátria, simplesmente por respeitar a quem de fato e sem direito está sorrateiramente implantado o maior caos em nome do politicamente ”constitucional”. São moleques sim todos esses que dia pós dia nada de grandioso produzem e são vistos a todo instante em mídia vergonhosa que sufoca todos os sonhos de um povo por vezes sofrido e que heroicamente vai relevando a tudo em nome da paz e do Altíssimo senhor Deus. Não ousem apátridas e falsos representantes do povo em querer sequestrar uma honra verde, amarela, azul e branco. “Uma verdade dita mil vezes se torna causa pétrea em favor da legitimidade patriótica!” As nossas FA estão vigilantes e prontas para o acerto de contas final, geradas por civis incompetentes e usurpadores do poder público,

Que o povo brasileiro “de bem” aceita nossas FA e tem alto grau de respeito e confiança nelas, é a mais pura verdade. Como civil que sou e patriota assumido, acrescento que é preciso e com certa urgência que campanhas educativas e orientadoras, sejam difundidas em todo o território nacional sobre a grande importância destas. No campo político e ideológico tem-se de erradicar de vez essa cultura do atraso que nos causam grande dor e sofrimento ao ver nossos irmãos compatriotas se digladiarem equivocadamente sob a influência e doutrinação de maus formadores de civilidade. E isso em favor de suas ideias maléficas e ultrapassadas que ao final de toda a desgraça constituída só favorece a eles, mentores por vezes sanguinolentos e genocidas. As ideologias pavorosas que são reprovadas em todo o mundo civilizado atual, tais como: comunismo, fascismo, nazismo e agora esse tal de bolivarianismo tem de ser extirpadas de vez do nosso vocabulário. Nós somos Brasil, nós temos as nossas tradições e cultura, a única reserva moral que temos para garantir nossa nobre honraria e fazer valer os nossos ideais, são as nossas FA. Somos um povo capaz de nos conduzirmos sozinhos para a glória, com as nossas próprias inteligências. Senhores comandantes das três forças, não se façam de avogados contra a nossa querida Pátria, simplesmente por respeitar a quem de fato e sem direito está sorrateiramente implantado o maior caos em nome do politicamente ”constitucional”. São moleques sim todos esses que dia pós dia nada de grandioso produzem e são vistos a todo instante em mídia vergonhosa que sufoca todos os sonhos de um povo por vezes sofrido e que heroicamente vai relevando a tudo em nome da paz e do Altíssimo senhor Deus. Não ousem apátridas e falsos representantes do povo em querer sequestrar uma honra verde, amarela, azul e branco. “Uma verdade dita mil vezes se torna causa pétrea em favor da legitimidade patriótica!” As nossas FA estão vigilantes e prontas para o acerto de contas final, geradas por civis incompetentes e usurpadores do poder público,
Visitantes
Quinta, 18 Julho 2019