Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Carreira Militar > Centro de Instrução de Blindados General Walter Pires
Início do conteúdo da página

Centro de Instrução de Blindados General Walter Pires

Publicado: Sexta, 03 de Julho de 2015, 14h32 | Última atualização em Quinta, 16 de Julho de 2015, 13h27 | Acessos: 3163

CI Bld

Centro de Instrução de Blindados

O Centro de Instrução de Blindados General Walter Pires é um Estabelecimento de Ensino do Exército Brasileiro que tem por missão síntese especializar militares das Forças Armadas e de Nações Amigas na operação de meios blindados e mecanizados e no emprego tático de frações de mesma natureza, até o nível subunidade. A sua criação atendeu à necessidade de cooperar com a implantação, no EB, das Viaturas Blindadas Carro de Combate (VBCCC) Leopard 1A1, adquiridas da Bélgica, e M60 A3 TTS, adquiridas dos Estados Unidos da América (EUA). Neste ano, completa uma década em Santa Maria – RS, cidade Coração do Rio Grande do Sul.

Leia a matéria.

O Centro de Instrução de Blindados General Walter Pires é um Estabelecimento de Ensino do Exército Brasileiro que tem por missão síntese especializar militares das Forças Armadas e de Nações Amigas na operação de meios blindados e mecanizados e no emprego tático de frações de mesma natureza, até o nível subunidade. Criado em 11 de outubro de 1996, na cidade do Rio de Janeiro - RJ, teve a sua sede transferida para a cidade de Santa Maria - RS, no ano de 2004 e completa, neste ano, uma década na cidade Coração do Rio Grande do Sul. A sua criação atendeu à necessidade de cooperar com a implantação, no EB, das Viaturas Blindadas Carro de Combate (VBCCC) Leopard 1A1, adquiridas da Bélgica, e M60 A3 TTS, adquiridas dos Estados Unidos da América (EUA). Este mesmo desafio já havia sido enfrentado pelo Exército no início do Século Vinte, quando, em 1938, o Brasil se tornou o precursor no emprego de blindados na América Latina, adotando o Renault FT 17, francês, e o Fiat Ansaldo, italiano, como plataformas blindadas de combate. Àquela época, foi criado o Centro de Instrução de Motorização e Mecanização, cuja missão era a mesma do atual CI Bld. Um aspecto que muito distingue o Centro dentre os demais estabelecimento de ensino do EB é a contínua busca por manter-se atualizado no conhecimento e na tecnologia aplicada ao ensino e à instrução. Isto fica patente ao observar a evolução dos meios blindados e, em particular, a evolução das ferramentas de simulação. E a utilização da simulação está, cada vez mais, cooperando para o aumento da operacionalidade das frações mecanizadas e blindadas do EB. O emprego da simulação no CI Bld existe desde a sua criação, com o emprego de dispositivo para instrução do atirador e do comandante do CC, o simulador de tiro TALAFIT, e o redutor de calibre AIMTEST. A aquisição das VBCCC Leopard 1A5 BR, a partir de 2009, permitiu incorporar os simuladores portáteis, as cabines de simulação, as torres de procedimentos e os Dispositivos de Simulação e Engajamento Tático (DSET) para carros de combate, instrumentos que também foram distribuídos aos regimentos de carros de combate (exceção feita às cabines de simulação). Esta expertise caminhou lado a lado à incorporação, a partir de 2007, do software de Simulação Virtual Tática Steel Beasts, largamente utilizado por países como os EUA, Inglaterra, Canadá, dentre outros. Tudo isto elevou o padrão do ensino, da instrução e do adestramento das frações blindadas e mecanizadas, tornando-nos referência no emprego da Simulação Virtual. Todo este processo culminou, neste ano de 2014, com o Exercício de Simulação Integrada, conduzido pelo Comando de Operações Terrestres na semana de 22 a 25 de setembro, no qual coube ao Centro conduzir os trabalhos de Simulação Virtual, ao Centro de Avaliação do Adestramento do Exército (CAAdEx) conduzir a Simulação Viva e ao CAESC da 3ª DE a simulação construtiva. Esta iniciativa pioneira na América Latina mostrou a capacidade do EB e reforçou o lugar de destaque da simulação, apoiando o aumento da operacionalidade da Força Terrestre. No contexto do Projeto Estratégico do Exército (PEE) Guarani, e ainda dentro do assunto Simulação Virtual, este Centro recebeu do COTER outro software equivalente ao Steel Beasts, chamado Virtual Battlespace (VBS). Com este novo instrumento, será possível colocar o ensino e a instrução do Guarani no mesmo patamar do Leopard 1A5 BR. Em paralelo a todas estas atividades, o Centro General Walter Pires continua a especializar oficiais e sargentos do Exército Brasileiro, Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil e militares de nações amigas na operação das viaturas blindadas da frota nacional e no emprego das frações blindadas e mecanizadas do EB por meio de seus cursos e estágios. Mas o CI Bld é um estabelecimento de ensino e conduz 20 Cursos e 9 Estágios, sendo 12 Cursos de Especialização, 6 Cursos de Manutenção, 2 Cursos de Extensão, 4 Estágios Gerais Táticos, 2 Estágios Gerais de Operação, 2 Estágios Gerais de Manutenção e 1 Estágio Geral para os militares designados para o comando de OM Blindadas e Mecanizadas. Dentre as principais atividades de ensino conduzidas pelo Centro, destacam-se as seguintes:

- Curso de Operação da Viatura Blindada Especial de Engenharia Leopard 1 BR, para Oficiais e Sargentos. - Curso de Operação da Viatura Blindada de Combate - Carro de Combate Leopard 1 A5 BR, para Oficiais e Sargentos. - Curso de Operação da Viatura Blindada Especial Lança Ponte Leopard 1 BR, para Oficiais. -Curso de Operação da Viatura Blindada Especial Lança Ponte Leopard 1 BR, para Sargentos. - Curso de Operação da Viatura Blindada Especial de Socorro Leopard 1 BR, para Oficiais e Sargentos. - Curso de Operação da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média sobre Rodas (VBTP MR) GUARANI para oficiais. - Curso de Operação da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média sobre Rodas (VBTP MR) GUARANI para sargentos. - Curso de Manutenção do Sistema de Armas da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média sobre Rodas (VBTP MR) GUARANI para sargentos. - Curso de Operação das Viaturas Blindadas de Combate Obuseiros Autopropulsados VBC OAP - M-108 e M-109,para Oficiais. - Curso de Operação das Viaturas Blindadas de Combate Obuseiros Autopropulsados VBC OAP - M-108 e M-109,para sargentos. - Curso de Operação das Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP) M-113, para Oficiais. - Curso de Operação das Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP) M-113, para sargentos. - Curso de Manutenção de Chassi da Viatura Blindada da Família Leopard 1 BR para sargentos. - Curso de Manutenção de Torre da VBC CC Leopard 1 A5 BR para sargentos. - Curso de Manutenção de Chassi da VBC OAP M109 A3 e OAP M108, para Sargentos. - Curso de Manutenção de Chassi da VBR EE-9 CASCAVEL e VBTP EE-11 URUTU, para Sargentos. - Curso de Manutenção de Chassi da VBTP M 113, para Sargentos. - Curso de Manutenção de Torre da VBC OAP M109 A3 e VBC OAP M108, para Sargentos.

É assim, com valores e experiências adquiridos em quase vinte anos de existência, que o Centro de Instrução de Blindados General Walter Pires continua perseguindo a excelência em tudo o que faz, aliando o conhecimento técnico e doutrinário à tecnologia mais moderna disponível, consagrando-se, cada vez mais, como Forja dos Boinas Pretas do Brasil. AÇO!

ALESSANDRO FAGUNDES DE SOUZA – Maj Chefe da Seção de Simuladores – CI Bld

registrado em:
Fim do conteúdo da página