General de Exército Reformado. Aspirante-a-oficial de Infantaria em 1962. Comandou a Companhia de Cadetes do 4º Ano de Infantaria em 1973, o Curso de Infantaria da Academia Militar das Agulhas Negras, o 11º Batalhão de Infantaria de Montanha, o Corpo de Cadetes da AMAN e a 2ª Brigada de Infantaria. Chefiou o Sistema de Ciência e Tecnologia do Exérc...ito, quando sua equipe planejou e implantou a fusão das Secretarias de C&T e de Tecnologia da Informação, criando-se o Departamento de Ciência e Tecnologia; autor do livro “Os 13 momentos da arte da guerra - uma visão brasileira da obra de Sun Tzu”, Editora Record; professor de estratégia, liderança e planejamento de estratégias em curso de pós-graduação, de 2006 a 2010; Professor emérito da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército;membro do Conselho Consultivo do Instituto Meira Mattos e editor-chefe da revista do IMM. De 1995 a 1999, foi ministro-chefe da Casa Militar da Presidência da República e, de 1999 a 2002, do Gabinete de Segurança Institucional. Nesse período, sua equipe criou e implantou o Gabinete de Segurança Institucional, a Agência Brasileira de Inteligência, a Secretaria de Acompanhamento e Estudos Institucionais, o Gabinete de Prevenção e Gerenciamento de Crises, o Programa de Integração e Acompanhamento de Políticas Sociais para Enfrentamento dos Indutores de Violência, a Secretaria Nacional Antidrogas, a Câmara de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Conselho de Governo – a qual presidiu –, a Secretaria Executiva do Conselho de Defesa Nacional e o primeiro Plano Nacional de Segurança Pública. Fez parte do grupo de ministros que, por determinação do Presidente da República, planejou a criação do Ministério da Defesa. Mais
O Cel Fontes é Oficial de Artilharia oriundo da Academia Militar das Agulhas Negras. Possui os seguintes estágios e cursos pelo Exército Brasileiro: estágios de Escalador Militar e de Operações Psicológicas, capacitação em Planejamento Estratégico Organizacional, especialização em Bases Geo-Históricas para Formulação Estratégica, mestrado em Operaç...ões Militares e mestrado em Ciências Militares, cursos de Comando e Estado-Maior, Básico Paraquedista e Básico de Inteligência Militar. Na Agência Brasileira de Inteligência realizou o curso de Noções do Fenômeno Terrorismo. No exterior, especializou-se em Inteligência Estratégica no Instituto de Inteligência das Forças Armadas Argentinas e em Segurança Militar Nacional e Comando na Universidade de Defesa Nacional da China. Foi analista de inteligência do Ministério da Defesa, comandou os Grupos de Operações de Inteligência da 3ª Brigada de Infantaria Motorizada em Cristalina/GO e da 16ª Brigada de Infantaria de Selva em Tefé/AM, o Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva do 3º Grupo de Artilharia de Campanha - Regimento Mallet, em Santa Maria/RS, o curso de Artilharia da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais no Rio de Janeiro/RJ e o 7º Grupo de Artilharia de Campanha - Regimento Olinda, em Olinda/PE. Atualmente é o chefe da Seção de Operações da Divisão de Planejamento e Gestão do Centro de Comunicação Social do Exército. Mais
Secretário de Estado de Segurança O General de Divisão do Exército Brasileiro, Richard Fernandez Nunes, é natural do Rio de Janeiro. Ingressou na Escola Preparatória de Cadetes do Exército em fevereiro de 1978, e foi declarado Aspirante-a-Oficial da Arma de Artilharia, na Academia Militar das Agulhas Negras, em dezembro de 1984. Foi promovido ao ...posto atual em 31 de março de 2014. Realizou os seguintes cursos e estágios no Exército Brasileiro: Defesa Química, Biológica e Nuclear; Aperfeiçoamento de Oficiais; Comando e Estado-Maior; Adaptação à Caatinga; Comandante de Unidades Blindadas; Política, Estratégia e Alta Administração do Exército; e Comunicação Social. No exterior, concluiu o Curso de Altos Estudos Estratégicos no Centro Superior de Estudos da Defesa Nacional, em Madri. É bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e possui o MBA-Executivo da Fundação Getúlio Vargas. Como oficial aperfeiçoado, foi comandante de bateria no Grupo- Escola de Artilharia; instrutor da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais; ajudante-de-ordens do Vice-Presidente da República; e observador militar na Missão de Verificação das Nações Unidas na Guatemala. Como oficial de estado-maior, serviu no Comando da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada, no Recife; foi assessor militar e professor na Academia Militar dos EUA, em West Point; e instrutor da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME). Comandou o 5º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado - Grupo Salomão da Rocha, em Curitiba. Chefiou o Centro de Estudos Estratégicos da ECEME, gerenciando a sua transformação no Instituto Meira Mattos. Sua última comissão como oficial superior foi a chefia da Divisão de Planejamento e Gestão do Centro de Comunicação Social do Exército, em Brasília. Cumulativamente, coordenou as ações de defesa química, biológica, radiológica e nuclear, junto ao Comando de Operações Especiais, no Centro de Coordenação de Prevenção e Combate ao Terrorismo, durante a Copa das Confederações FIFA/2013. Como oficial-general, comandou a 14ª Brigada de Infantaria Motorizada – Brigada Silva Paes, em Santa Catarina. De dezembro de 2014 a fevereiro de 2015, assumiu o comando do 5º contingente da Força de Pacificação na Operação São Francisco, no Complexo da Maré. Foi comandante da ECEME – Escola Marechal Castello Branco - de setembro de 2016 a março de 2018. Em 27 de fevereiro de 2018, foi apresentado como Secretário de Estado de Segurança do Rio de Janeiro. Mais
LUIZ SOLANO é jornalista paraense, da cidade de Abaetetuba, membro da Academia de Letras e Artes do Planalto e do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal. Foi Decano dos jornalistas  no Palácio do Planalto e no Congresso Nacional. É Pioneiro em Brasília. Ao lado do Presidente JK, ajudou na construção da Capital da República.