A Evolução da Estratégia de Comunicação Social do Exército Brasileiro: criação da AGÊNCIA VERDE OLIVA

 A comunicação social, fruto da evolução social e tecnológica, possui lugar de destaque em todas as organizações e instituições, tanto públicas, quanto privadas. A sua atuação prioritária é visível na atual conjuntura nacional e internacional. Os meios mudaram, migrando do suporte impresso para alcançar as mídias eletrônicas e digitais, porém, a informação ainda é um elemento de extrema importância.

O Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx) foi criado em 1981, embora a área de Relações Públicas já atuasse, desde 1951, no então Gabinete do Ministro da Guerra. O Centro é o órgão central do Sistema de Comunicação Social do Exército (SISCOMSEx) e tem por missões: assessorar o Comandante do Exército nessa capacidade; planejar, supervisionar, orientar, coordenar, controlar e promover as atividades de comunicação social do Exército, com o intuito de proteger e fortalecer a imagem da Instituição.

No processo evolutivo da comunicação social no Exército (EB), o período posterior aos governos chefiados por presidentes militares, coincidente com os primeiros passos do CCOMSEx, ficou caracterizado pela adoção da estratégia de comunicação de não gerar ressonância a temas polêmicos e que resgatassem, com distorções, assuntos relacionados aos governos militares. Essa postura ficou conhecida como "Estratégia do Grande Mudo".

Nessa fase, o EB, pela ação firme dos Comandantes que se sucederam e do Alto Comando, transpôs uma etapa turbulenta, com serenidade, competência, disciplina e profissionalismo, e conseguiu superar as adversidades e a oposição de ideias difundidas em vários veículos de comunicação, em especial, nas "mídias de massa" (TV, rádio e jornal).

Todavia, "O tempo é o senhor da razão", como afirma o adágio português. Com o passar dos anos, já no século XXI, o EB retomou o seu lugar de destaque devido ao chamamento da própria população, mostrando-se imprescindível para a sociedade brasileira. A Força passou a angariar elevada confiança e a ter mais visibilidade nos meios de comunicação, que passaram a projetar as atividades realizadas nas vertentes do "Braço Forte" (ações operacionais nas fronteiras; garantia da lei e da ordem (GLO) nos centros urbanos; atendimento a compromissos internacionais do Brasil, como o emprego no Haiti); e da "Mão Amiga" (atendimento em calamidades públicas, nas enchentes e na distribuição de água a 4 milhões de pessoas no semiárido nordestino, nas ações cívico-sociais, entre outras ações). Essa atuação proativa ressalta as principais peculiaridades do Exército: a prontidão e a disponibilidade permanentes.

O advento da Internet e das mídias sociais causou significativa mudança no processo comunicacional, cujo fluxo da informação, que era unidirecional, do emissor para o receptor - um consumidor passivo de mídias -, evoluiu para uma participação ativa do interlocutor no relacionamento com as organizações, ampliando o diálogo sobre fatos polêmicos em todas as esferas (elogio, sugestão, crítica e cobrança).

As transformações no mundo digital e o aumento da demanda e da exposição do Exército permitiram que a Instituição se lançasse no ineditismo das mídias sociais a partir de 2010, com o intuito de incrementar o contato direto com os públicos-alvo de interesse.

Hoje, o Exército Brasileiro é o órgão da administração pública federal com o maior número de seguidores no Facebook, tendo 3,6 milhões de pessoas. O Twitter da Força atingiu a marca de 189 mil usuários; o Instagram, 520 mil; e o Youtube, 271 mil inscritos. São números relevantes para uma instituição que objetiva ser mais transparente e alinhada aos anseios da população a que serve e à qual deve consideração e resultados.

Nos últimos anos, o Brasil tem vivido momentos de instabilidade política, econômica, social e, principalmente, ética e moral. Paralelamente, o Comandante do Exército, com visão de futuro e liderança inspiradora, requereu a evolução da comunicação social da Força, a fim de vocalizar para a sociedade que o EB iria pautar as suas condutas em três pilares: a legalidade, a estabilidade e a legitimidade. Essa atitude precursora na comunicação social conduziu o Exército ao papel de "protagonista silencioso" nesse momento da vida nacional.

Aliado com a intenção do Comandante da Força, o CCOMSEx tem buscado a atuação multidisciplinar, usando várias plataformas, com linguagem adequada e em diferentes vertentes de relacionamento com a sociedade e com os veículos de comunicação, cuja finalidade é "vender e entregar", com oportunidade, as pautas prioritárias que o Exército possui em diversas áreas de atuação, da operacionalidade à ciência e tecnologia, perpassando pela educação e cultura. A intenção é fazer com que o EB seja uma fonte primária de informação, em virtude da grande confiabilidade junto à população.

A decisão de criar uma agência de notícias - a AGÊNCIA VERDE-OLIVA -, combinada com as constantes inovações e melhorias sinérgicas, implementadas no planejamento, no relacionamento com a mídia, na produção e na divulgação de produtos, nas relações públicas, na informação ao cidadão, na tecnologia da informação e na administração e gestão, vai ao encontro dessa nova fase de desafios para a comunicação social do Exército, na busca incessante de tornar-se mais proativa e efetiva na difusão das atividades da Instituição, a fim de permitir que a Força seja, cada vez mais, motivo de orgulho e de confiança para seus integrantes e para a Nação brasileira.

Procurando o rumo
A contribuição da linguagem e das práticas discur...

Posts Relacionados

 

Comentários 7

Visitantes - Clezivaldo Pontes em Quinta, 10 Maio 2018 21:41

Ex Tenente Rêgo Barros tenho boas lembranças de sua época que comandou o 2 esquadrão Rc Mec na Paraíba.
Forte abraço do ex Soldado Pontes

Ex Tenente Rêgo Barros tenho boas lembranças de sua época que comandou o 2 esquadrão Rc Mec na Paraíba. Forte abraço do ex Soldado Pontes
Visitantes - Martins em Domingo, 04 Fevereiro 2018 22:14

Caro general Barros.
De tantas evidências do gravíssimo estado de coisas em que estamos passando, a comunicação social já nem suporta mais divulgar os mesmos lamentos e tragédias que se multiplicam em uma conta que parece não ter fim. O trecho abaixo é de um comentário no “Post” da major Andréa Maldonado, feito por mim.

...infelizmente nossa querida pátria ou foi deliberadamente enviada para algum local incerto e não sabido, ou a massa absoluta já nem forças e condições mínimas morais têm para suplicar a quem de direito e de direita a restauração da essência mais sublime e altaneira que pertence à nossa querida "Pátria amada Brasil".

Abaixo partes do samba enredo da escola de samba Beija-flor de Nilópolis para esse carnaval de 2018. Não se trata de nenhuma coincidência eventual com o trecho acima e sim de sentimentos vários e iguais de uma única anormalidade já observada por milhões de brasileiros.

Oh pátria amada, por onde andarás?
Seus filhos já não aguentam mais!
Você que não soube cuidar
Você que negou o amor...

Ganância veste terno e gravata
Onde a esperança sucumbiu
Vejo a liberdade aprisionada
Teu livro eu não sei ler, Brasil!

https://www.youtube.com/watch?v=dxCAncfv0bk

Caro general Barros. De tantas evidências do gravíssimo estado de coisas em que estamos passando, a comunicação social já nem suporta mais divulgar os mesmos lamentos e tragédias que se multiplicam em uma conta que parece não ter fim. O trecho abaixo é de um comentário no “Post” da major Andréa Maldonado, feito por mim. ...infelizmente nossa querida pátria ou foi deliberadamente enviada para algum local incerto e não sabido, ou a massa absoluta já nem forças e condições mínimas morais têm para suplicar a quem de direito e de direita a restauração da essência mais sublime e altaneira que pertence à nossa querida "Pátria amada Brasil". Abaixo partes do samba enredo da escola de samba Beija-flor de Nilópolis para esse carnaval de 2018. Não se trata de nenhuma coincidência eventual com o trecho acima e sim de sentimentos vários e iguais de uma única anormalidade já observada por milhões de brasileiros. Oh pátria amada, por onde andarás? Seus filhos já não aguentam mais! Você que não soube cuidar Você que negou o amor... Ganância veste terno e gravata Onde a esperança sucumbiu Vejo a liberdade aprisionada Teu livro eu não sei ler, Brasil! https://www.youtube.com/watch?v=dxCAncfv0bk
Visitantes - Martins em Domingo, 04 Fevereiro 2018 00:57

Caro general Bastos
O tema é sobre Comunicação social. Logicamente que os comentários de militares da ativa e por vezes dos da reserva são mais contidos. Peço-lhe permissão para externar minha opinião como civil que sou e um patriota assumido. O episódio da tal ministra do desemprego, digo do trabalho, que perdura com sua posse bloqueada pela justiça, demonstra que o senhor presidente da república não passa de um senhor pirracento. A bem da verdade na atual situação do país, melhor seria suspender esse cargo por certo período, em favor da contenção de despesas. Como se não bastasse aquela a fala desastrada da ainda ministra dos Direitos Humanos, temos que aturar mais esse desaforo. Sempre fui apático com relação ao chefe supremo da nação. Ultimamente sinto que o mandatário maior está fazendo jus àquele quadro do Fantástico: “tá de brincadeira”, pra não dizer molecagem. A dita cuja posta um vídeo, em pleno passeio de iate com quatro marmanjos à sua volta e isso não é estar debochando da classe trabalhadora? E o presidente parece achar aquilo normal! Nem vou tecer outros vários comentários nojentos que estamos sofrendo. Agora mais do nunca eu sou a favor da intervenção militar. Estes moleques que assombram a nossa querida Pátria hão de ser julgados e punidos exemplarmente, caso contrário as futuras gerações de brasileiros de valor nunca perdoarão os atuais comandantes das FFAA do Brasil!

Caro general Bastos O tema é sobre Comunicação social. Logicamente que os comentários de militares da ativa e por vezes dos da reserva são mais contidos. Peço-lhe permissão para externar minha opinião como civil que sou e um patriota assumido. O episódio da tal ministra do desemprego, digo do trabalho, que perdura com sua posse bloqueada pela justiça, demonstra que o senhor presidente da república não passa de um senhor pirracento. A bem da verdade na atual situação do país, melhor seria suspender esse cargo por certo período, em favor da contenção de despesas. Como se não bastasse aquela a fala desastrada da ainda ministra dos Direitos Humanos, temos que aturar mais esse desaforo. Sempre fui apático com relação ao chefe supremo da nação. Ultimamente sinto que o mandatário maior está fazendo jus àquele quadro do Fantástico: “tá de brincadeira”, pra não dizer molecagem. A dita cuja posta um vídeo, em pleno passeio de iate com quatro marmanjos à sua volta e isso não é estar debochando da classe trabalhadora? E o presidente parece achar aquilo normal! Nem vou tecer outros vários comentários nojentos que estamos sofrendo. Agora mais do nunca eu sou a favor da intervenção militar. Estes moleques que assombram a nossa querida Pátria hão de ser julgados e punidos exemplarmente, caso contrário as futuras gerações de brasileiros de valor nunca perdoarão os atuais comandantes das FFAA do Brasil!
Visitantes - Wesley Vannuchi em Domingo, 04 Fevereiro 2018 00:34

Excelente artigo Gen Rêgo Barros.
Com certeza, diferente do que muitos pensam, a Comunicação Social é uma atividade extremamente dinâmica, com ampla penetração nas áreas de atuação da Força, desde o tático até o estratégico, permeando pelas várias camadas sociais e intrinsecamente ligada aos nossos militares da ativa e da reserva, além dos enlaces com os mais variados órgãos da mídia nacional.
A atuação multidisciplinar do CCOMSEx, em um contexto extremamente volátil, seja pela situação do país, seja pela evolução tecnológica, tem exigido cada vez mais de nossos profissionais a capacitação necessária para gerenciar a Comunicação Social e cumprir o compromisso "de proteger e fortalecer a imagem da Instituição".
A crescente aproximação do EB junto à população, com forte apoio das mídias sociais e com a criação de outros produtos, tais como a Agência Verde-Oliva, tem derrubado grandes barreiras, permitindo que a nossa Instituição permaneça com os elevados índices de credibilidade, além do "motivo de orgulho e de confiança para seus integrantes e para a Nação brasileira".
O artigo nos esclarece sobre a importância do Centro e nos faz refletir sobre a necessária prontidão exigida daqueles que estão envolvidos com o complexo mundo da "Com Soc". Sucesso na missão!

Excelente artigo Gen Rêgo Barros. Com certeza, diferente do que muitos pensam, a Comunicação Social é uma atividade extremamente dinâmica, com ampla penetração nas áreas de atuação da Força, desde o tático até o estratégico, permeando pelas várias camadas sociais e intrinsecamente ligada aos nossos militares da ativa e da reserva, além dos enlaces com os mais variados órgãos da mídia nacional. A atuação multidisciplinar do CCOMSEx, em um contexto extremamente volátil, seja pela situação do país, seja pela evolução tecnológica, tem exigido cada vez mais de nossos profissionais a capacitação necessária para gerenciar a Comunicação Social e cumprir o compromisso "de proteger e fortalecer a imagem da Instituição". A crescente aproximação do EB junto à população, com forte apoio das mídias sociais e com a criação de outros produtos, tais como a Agência Verde-Oliva, tem derrubado grandes barreiras, permitindo que a nossa Instituição permaneça com os elevados índices de credibilidade, além do "motivo de orgulho e de confiança para seus integrantes e para a Nação brasileira". O artigo nos esclarece sobre a importância do Centro e nos faz refletir sobre a necessária prontidão exigida daqueles que estão envolvidos com o complexo mundo da "Com Soc". Sucesso na missão!
Visitantes - Alexandre Binelli Del Grande em Sexta, 02 Fevereiro 2018 18:43

Excelente texto sobre a Estratégia de Comunicação do exemplar Exército Brasileiro, principalmente com a criação da Agência Verde Oliva.
Fico muito confiante em saber que o nosso Exército está atento a toda essa corrupção, imoralidade e impunidade dos "políticos" que nos envergonham tanto. O Brasil é uma grande e importante Nação, mas esses péssimos políticos estão querendo acabar com essa reputação, entretanto, confio no nosso Exército e nas outras Forças Armadas.
Muito obrigado!
Alexandre Binelli Del Grande

Excelente texto sobre a Estratégia de Comunicação do exemplar Exército Brasileiro, principalmente com a criação da Agência Verde Oliva. Fico muito confiante em saber que o nosso Exército está atento a toda essa corrupção, imoralidade e impunidade dos "políticos" que nos envergonham tanto. O Brasil é uma grande e importante Nação, mas esses péssimos políticos estão querendo acabar com essa reputação, entretanto, confio no nosso Exército e nas outras Forças Armadas. Muito obrigado! Alexandre Binelli Del Grande
Visitantes - Ten R/2 Sérgio Pinto MONTEIRO em Quinta, 01 Fevereiro 2018 22:36

Parabéns ao EB, em especial ao CCOMSEx, pela iniciativa. Vencer a batalha da Comunicação é ganhar a guerra. ESTAMOS JUNTOS!

Parabéns ao EB, em especial ao CCOMSEx, pela iniciativa. Vencer a batalha da Comunicação é ganhar a guerra. ESTAMOS JUNTOS!
Visitantes - José Mauro Cupertino em Quinta, 01 Fevereiro 2018 20:11

Excelente Artigo Grande Chefe Líder e Amigo Gen Rêgo Barros! Como Soldado da Reserva Ativa do nosso amado Exército, tenho acompanhado e aplaudido diururnamente o nosso Comandante Villas Boas, diretamente e por intermédio do CCOMSEX! O nosso ilustre Comandante e o CCOMSEX são agentes prioritários e responsáveis pelos elevados índices de confiança e credibilidade de nossa Instituição nesses momentos de Crise! Estamos certos de que a razão maior das esperanças pela superação dessa Crise Ética e Moral sem precedentes, repousam maiormente no Comandante Líder Villas Boas e em sua brilhante Estratégia de Comunicação Social! Vamos em Frente! Brasil Acima de Tido!!!!! Parabéns! Sucesso e Contém sempre com seus Soldados da Reserva Ativa! BRASIL!!!

Excelente Artigo Grande Chefe Líder e Amigo Gen Rêgo Barros! Como Soldado da Reserva Ativa do nosso amado Exército, tenho acompanhado e aplaudido diururnamente o nosso Comandante Villas Boas, diretamente e por intermédio do CCOMSEX! O nosso ilustre Comandante e o CCOMSEX são agentes prioritários e responsáveis pelos elevados índices de confiança e credibilidade de nossa Instituição nesses momentos de Crise! Estamos certos de que a razão maior das esperanças pela superação dessa Crise Ética e Moral sem precedentes, repousam maiormente no Comandante Líder Villas Boas e em sua brilhante Estratégia de Comunicação Social! Vamos em Frente! Brasil Acima de Tido!!!!! Parabéns! Sucesso e Contém sempre com seus Soldados da Reserva Ativa! BRASIL!!!
Visitantes
Domingo, 24 Junho 2018

Imagem do Captcha