O emprego da Força Terrestre Componente sob a ótica do Direito da Guerra

A concepção de emprego das Forças Armadas tem como fundamento básico a ação conjunta de forças navais, terrestres e aéreas. A Força Terrestre Componente (FTC) apresenta-se como o componente terrestre que coopera com o Comando Operacional (C Op) na conquista dos objetivos terrestres, tendo como missão a vitória no combate terrestre.

Continuar lendo
  420 Acessos
  2 comentários
Comentários Recentes
Visitantes — Coronel Carlos Cinelli
Excelente abordagem do autor. Ao reforçar a importância das fontes principiológicas do DIH, nos lembra que o uso legítimo da força... Leia Mais
Segunda, 19 Outubro 2020 17:01
Visitantes — Sandro da Silva Marques
Parabéns ao Tenente-Coronel Marcos Luiz da Silva Del Duca, lendo seu artigo só pude sentir uma coisa. Orgulho de nossos Militares.... Leia Mais
Sexta, 16 Outubro 2020 16:03
420 Acessos
2 comentários

Guerra no Cáucaso

Azerbaijão e Armênia estão em guerra. O conflito de alta intensidade explodiu há seis dias mas, na verdade, trata-se da continuidade de uma disputa que tem suas origens na independência dos países da antiga União Soviética, no final dos anos 1980.

Continuar lendo
  1119 Acessos
  0 comentários
1119 Acessos
0 comentários

Maria Quitéria e as Mulheres Guerreiras

Historicamente, os conflitos bélicos têm sido considerados um negócio de homens. A guerra, no entanto, trata-se de um fenômeno social, cultural e político, inerente à atividade humana, independente de gênero. Desde a Antiguidade, as mulheres desempenharam, em maior ou menor grau, dependendo da cultura ou da época, um papel de relevo na guerra. Divindades femininas, cujas origens antecedem os registros históricos, estão presentes nas culturas mais antigas, muitas vezes retratadas como guerreiras.  Por volta do século VIII a.C., as míticas Amazonas, mulheres guerreiras, já eram dignas de registro.  Governadas por uma rainha e não admitindo homens em sua cidade, senão como servos, elas descendiam do deus da guerra Ares e da ninfa Harmonia, razão pela qual suas predileções incluíam a guerra e a caça. De acordo com Heródoto, habitavam a região do Ponto (atual Turquia), perto da costa do Mar Euxino (Mar Negro). As Amazonas tinham grande veneração à deusa Ártemis, identificada mitologicamente com a caça.

Continuar lendo
  1008 Acessos
  0 comentários
1008 Acessos
0 comentários

“Guardiões do Saber” na defesa da Pátria

 

Pasquale de Chirico (1873-1943), artista italiano radicado na Bahia, é o autor das duas estátuas de bronze que guarnecem a entrada da centenária Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME/www.eceme.eb.mil.br) – Escola da Praia Vermelha –,criada em 2 de outubro de 1905. As estátuas, também conhecidas como guardiões do saber, foram um presente do governo francês ao Brasil no final do século XIX em reconhecimento à proclamação da República. Um dos soldados usa quepe de infantaria e o outro de engenharia, em uma perfeita união da tática com a ciência em defesa da pátria.

Continuar lendo
  728 Acessos
  0 comentários
728 Acessos
0 comentários

A Comunicação Social do Exército Brasileiro diante dos desafios atuais

A pandemia mundial transformou a rotina das pessoas em todos os sentidos, modificando seus hábitos diários, passando a ser um grande obstáculo a ser ultrapassado pela humanidade nos dias atuais.

Continuar lendo
  650 Acessos
  0 comentários
650 Acessos
0 comentários

By accepting you will be accessing a service provided by a third-party external to http://eblog.eb.mil.br/