Conciliação nacional

As cores da nossa bandeira – verde, amarelo, azul e branco – nos unem. Por quê? Graças aos portugueses, conseguimos manter a unidade territorial deste grande País, o Brasil, diferentemente da América espanhola que se fragmentou e formou inúmeros países. A manutenção da unidade ocorreu de fato por meio da expansão territorial brasileira, após a anulação do Tratado de Tordesilhas. As terras mais afastadas do litoral foram ocupadas efetivamente pelos colonos. Paralelo à conquista territorial, e em consequência da definição dos limites fronteiriços, ocorreu a formação homogênea do povo brasileiro, que teve sua origem em diferentes grupos étnicos, em especial, no branco, negro e índio.

Continuar lendo
  964 Acessos
  2 comentários
964 Acessos
2 comentários

Regime constitucional dos militares

O retorno do debate sobre a Reforma da Previdência traz à tona o trabalho conduzido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que expediu o Acórdão 1.295/2017 no qual realizou um levantamento de auditoria para qualificar o debate acerca do financiamento da previdência, em especial o Regime Geral da Previdência Social (RGPS), o Regime Próprio da Previdência Social (RPPS), e os Encargos da União com os militares e seus pensionistas.

Continuar lendo
  4911 Acessos
  3 comentários
4911 Acessos
3 comentários

O Brasil renasce das cinzas

Assim como acontece com o mitológico pássaro Fênix, o Brasil, após "morrer" enquanto País, renasce das cinzas. Exatamente conforme narrado na aludida mitologia grega, o Estado brasileiro, antes de sucumbir, entrou em uma espécie de "combustão", provocada, sobretudo, pelo devastador "incêndio" da corrupção institucional.

Continuar lendo
  736 Acessos
  4 comentários
736 Acessos
4 comentários

Desafios da estratégia militar para o Brasil

Um traço do emprego militar em países em desenvolvimento, como é o caso na América do Sul, é o envolvimento das Forças Armadas em atividades “multimissão”. Diferentemente do padrão OTAN, as missões dos exércitos dessa região envolvem, além do preparo para a guerra, o apoio ao desenvolvimento nacional, bem como o suporte às diversas políticas públicas. De fato, para esses países, a ideia de guerra e não guerra é uma realidade muito anterior ao surgimento do neologismo “guerra de amplo espectro”.

Continuar lendo
  429 Acessos
  1 comentário
429 Acessos
1 comentário

A manipulação do discurso

Dependendo da época em que nascemos e do nível de interesse, encaramos a tecnologia de modo diferente. Há os essencialmente analógicos, acostumados ao modo anterior ou avessos à tecnologia por qualquer motivo. Há os que vivenciaram o “boom” dos computadores pessoais, no início da década de 90, e se adaptaram. E há os que já nasceram na época digital. O fato é que com o surgimento dos computadores pessoais, a internet e a popularização dos meios eletrônicos, a forma de encarar a notícia mudou. É possível adaptar-se aos novos tempos ou simplesmente vê-los passar.

Continuar lendo
  569 Acessos
  7 comentários
569 Acessos
7 comentários